quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Saudade

Acordei hj com uma saudade sufocante, aquelas que entram pelos poros e paralisa todos os órgãos, membros e entranhas, e ela é fiel, nunca me esquece, pq ela sempre aparece,às vezes eu fujo ,corro dela na rua, mas ao virar uma esquina me deparo com ela, e sem me pedir carona entra no meu carro e me acompanha, no serviço, no supermercado, no boteco, em casa, no chuveiro, na cama, quando ela me encontra se agarra em mim como carrapicho...Hoje já sei que o dia vai ser longo, pq a saudade não vai me deixar se concentrar, não vai deixar eu me estabilizar, a coloquei sentada em um sofazinho que tem na recepção do lado da minha sala, pra não se cansar e pode se distrair com a TV, pois hoje não teremos hora pra voltar pra casa, espero que ela adormeça assim eu poderia fugir dela e voltar para minha rotina normal... Quando ela acordar já vai estar escuro ,vou torcer pra ela se perder no caminho de volta....

Faz um tempão que eu não dou trégua ao meu coração...
É você o meu lugar quando tudo por um fio está...
Nada vai me fazer desistir do amor..
Nada vai me fazer desistir de voltar todo dia pro seu calor...
Nada vai me levar do amor...
Nada vai me fazer desistir do amor...
Nada vai me fazer desistir de voltar todo dia pro seu calor...
Nada vai me levar do amor...
Faz um tempão que eu não dou asas a minha emoção...
Passear, distrair, e me achar lá no fundo de ti...
A saudade bateu, foi que nem maré...
Quando vem de repente, de tarde, invade e transborda esse bem me quer...
A saudade é que nem maré...

2 comentários:

Rogerio disse...

belo texto...mas pq vc deixou a letra pequena no final...mas mesmo assim belas palavras,...

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

Saudade dói, dói, dói
machuca o coração...
Saudade dói...
Faz o amor virar solidão...

Mas ela faz parte!!
BjO♥