quinta-feira, 6 de novembro de 2008


Entre voltar e morrer de Te amar???



Estava pensando em voltar, só que mais do que voltar pra você. É ver que você me permitiu te deixar. E é ai que os sentimentos se confundem, pois o turbilhão de lembranças toma conta da situação, se de um lado vêm os momentos calientes dessa relação tão caliente foi a separação... São os temperos, não soubemos dosar, colocamos tempero demais onde num precisava e deixamos faltar onde precisava de um pouquinho mais.
Uma porta estreita por onde passam todos, pra nós foi estreita demais.
Nos reencontramos, senta
mos na mesma mesa. Bebemos do meu vinho. Desse vinho que você não gosta. Mas não me importo. Não me importo mais com seus gostos dês do dia que deixei de ser seu prato principal...A cada gole vai uma lembrança,palavras na mesa,verdades de sobremesa...Você de longe, tenta segurar minhas mãos. Olha-me tão profundo. Já não sei se como ou se sou a comida.Te dou sede.Me bebe com fome,com vontade. Longe dos cardápios sou o que você precisa.Mas tenho medo de ser assim,de ser tão importante,percebo que tudo pode voltar a ser como era antes e ai surge a pergunta será que temos essa força de superação de esquecer tudo e recomeçar uma nova vida junto??
Ou vamos morrer de tanta força que fazemos para nos manter afastados um do outro,do súbito mal que sufoca esse amor...

2 comentários:

Anna Oh! disse...

Esse texto é intenso, hein?
A dois, tudo fica um pouco complicado... é uma mistura de tempo, de pesar os afetos e os pesares... e dái, ver se vale.

Bjus

Monica™ disse...

Voltar é uma possibilidade q vejo cada vez mais distante ... mais pelos fatos do q pelo tempo ...